Publicado por: ministriodeusfiel | 24/08/2017

Como posso permanecer confiante em meio à crise

Texto Base – Atos 27.

Ninguém gosta das crises, mas todos passamos por elas. Cristãos também passam por crises, porém o Senhor prometeu nos livrar de todas – Salmo 34:19 e João 16:33.

Crises podem ser criadas pelo diabo, por outras pessoas ou por nós mesmos (a impaciência, por exemplo, nos leva direto a crise).

TRÊS RAZÕES PELAS QUAIS AS PESSOAS FERALMENTE SE METEM EM APUROS (CRISES)

a) Dar atenção a orientação dos “especialistas” – v.10,11 – conselho do piloto e do mestre.
Muitas vezes damos ouvidos a especialistas errados porque procuramos até encontrar alguém que concorde conosco.

b) Dar atenção a orientação da maioria – v.12 – porto inadequado para passar o inverno.
A maioria, na verdade, geralmente está errada. “A voz do povo é a voz de Deus” não é verdade. Hoje se aprova o homossexualismo, aborto, divórcio etc quando Deus desaprova.

c) Dar atenção a orientação das circunstâncias – v.13 – vento vindo do Sul.
Não confie nas circunstâncias ignorando o que Deus diz. O diabo pode manipular as circunstâncias e os sentimentos normalmente mentem.

TRÊS COISAS QUE AS PESSOAS GERALMENTE FAZEM QUANDO ESTÃO EM CRISE, QUE NÃO PODEMOS FAZER

1. Não fique à deriva – v.15, 17
Nas crises podemos perder a orientação (não viam o sol e as estrelas) nos deixando ser levados pelas ondas, nos esquecendo para onde estamos indo.
“Para que lutar? De que adianta? Eu vou apenas seguir a maré”.

2. Não lance nada ao mar – v.18, 19
É comum abandonarmos nossos sonhos e alvos, nossos valores, nossos relacionamentos o que é muito ruim.

3. Não se desespere – v.20
A situação tem se arrastado? Por quanto tempo? 1 mês, 1 ano, mais? A última coisa que jogamos fora é a esperança e, então, chega o desespero.

TRÊS CONVICÇÕES QUE DEVEMOS TER NAS CRISES

A reação de Paulo foi completamente oposta à dos marinheiros: calmo, confiante, corajoso em meio à crise.

É fácil ser cristão quando tudo vai bem. O caráter é formado no dia-a-dia (rotina) e é revelado na crise.

O que você deve faze quando estiver sendo arrastado pelos problemas da vida? – v.29 – lançar âncoras. Paulo estava seguro, ancorado em três convicções fundamentais da fé cristã:

1. A presença de Deus – v.23

As crises não podem nos afastar de Deus. Não o vemos, mas Ele está conosco – Hebreus 13:5; Mateus 28:20.
Não importa a situação que você está atravessando: Deus está com você, confie nEle plenamente.

2. O propósito de Deus – v.24

Você não está aqui por acaso. Deus tem um plano específico para sua vida. Crises são apenas revezes temporários nesse propósito.
Absolutamente nada pode mudar o propósito supremo de Deus para sua vida, a não ser você, pela desobediência a Deus.

Você entrará em desespero se mantiver os olhos no problema e não no propósito de Deus para você.

3. A promessa de Deus – v.25

Tempestades não podem destruir um filho de Deus, porque a promessa de Deus não falha. Deus tem um recado: Você pode perder a carga, o navio, até se molhar, mas você vai vencer, por causa da promessa de Deus – Romanos 8:37; 2 Coríntios 2:14.

Conclusão

Resultado: o dia amanheceu – Salmo 30:5; v.39. Todas as pessoas foram salvas e chegaram seguras na praia – v.43, 44. Há uma razão para tudo isso – Romanos 8:28.

Para refletir:
– Você está passando por alguma crise?
– Você tem dado ouvidos a que tipo de pessoa/circunstância?
– Você tem lançado coisas fora?
– A fé cristã é baseada em algumas convicções: presença de Deus, propósito de Deus e promessa de Deus. Você tem permanecido firme nelas?

Palavra ministrada pelo Pr. Mario Pacheco Neto no dia 20/08/2017

Anúncios
Publicado por: ministriodeusfiel | 17/07/2017

FESTA JULINA

Não perca! Próximo Sábado das 11h às 17h. Vai ser demais!
Venha estar conosco e traga convidados! Será um dia de muita alegria, comunhão e muita comilança.

Publicado por: ministriodeusfiel | 13/07/2017

O coração de Deus

INTRODUÇÃO

O propósito original de Deus é encher a terra com seres humanos que reflitam perfeitamente a Sua glória. Esse propósito nunca mudou – Gênesis 1:28 e Habacuque 2:14.

1. VINHO NOVO EM ODRES NOVOS – Mateus 9:17

Odre era um vasilhame feito de couro de animais que, depois de velho, endurece. Quando se coloca vinho novo, com o passar do tempo, ele fermenta, aumentando de volume, rompendo o odre. O problema não é somente o odre se arrebentar, mas desperdiçar o vinho.

Muitas vezes, há um novo mover do Espírito, uma nova unção, um vinho novo e queremos usar velhas estruturas para retê-lo. Não vai dar certo. Precisamos estar de coração e mente abertos para mudar as estruturas diante de um novo mover de Deus.

A seguir estudaremos essa nova “velha” estrutura de Deus para nossa Igreja, entendendo o coração de Deus.

2. O CORAÇÃO DO REINO DE DEUS – Mateus 16:18

O coração do Reino de Deus é a Igreja global do Senhor Jesus.

Se alguém não está edificando a Igreja do Senhor Jesus está equivocado e com a visão desfocada. Se estiver focado em ajudar os pobres e não fazer com que eles conheçam o Senhor Jesus, está deslocado do coração de Deus aqui na terra que é a Igreja.

3. O CORAÇÃO DA IGREJA DO SENHOR JESUS –   Apocalipse 1:9-20

O coração da Igreja do Senhor Jesus é a Igreja Local.

Neste texto, podemos observar que Jesus, antes de se mostrar a João como Ele hoje é, se mostra através dos 7 candeeiros, que representam as sete igrejas locais.

A Igreja Local é a manifestação física do Corpo de Cristo presente aqui na terra.

4. O CORAÇÃO DA IGREJA LOCAL – Romanos 16:3-5

O coração da Igreja Local é a Igreja nas Casas ou Células.

Existem muitos ministérios na Igreja Local. Todos necessários e preciosos, mas nenhum deles pode competir com a Igreja nas Casas ou Células.

O diabo, quando viu que os discípulos comprometidos com Jesus não iriam mais jogar seu tempo fora com coisas triviais ou fofocando, decidiu que tinha de ocupá-los de outra forma, isto é, com o ativismo dentro da Igreja, deixando-os sem tempo para ganhar pessoas e cuidar bem delas.

5. O CORAÇÃO DA IGREJA NAS CASAS – Mateus 28:19, 20

O coração da Igrejas nas Casas ou Células é o discipulado um a um.

As duas pessoas que compõem o discipulado são: o discipulador e o discípulo. Devemos sonhar com todas as pessoas, desde as novas convertidas aos pastores, inseridas nesse coração, sendo cuidados um a um

CONCLUSÃO

A Igreja pode ter muitos ministérios e reuniões, mas todas são eletivas, isto é, vai quem quer. Três são inegociáveis: culto de celebração – aos domingos às 10h; culto nas casas ou células – todas as quartas ou quintas-feiras às 20h e discipulado – uma vez por semana a combinar entre as partes.

Para refletir:

  • Em qual coração você se encontra?
  • Você gostaria de se envolver nesta nova estrutura de Deus para nossa Igreja, crendo neste novo mover do Espírito?
  • O que falta para você dar o próximo passo?

Palavra ministrada pelo Pr. Mario Pacheco Neto em 09/07/2017

Older Posts »

Categorias