Publicado por: ministriodeusfiel | 22/05/2017

Adorando ao Rei – “O que é Adoração?”

 

INTRODUÇÃO

Muitos acham que Adoração é apenas música. A música é uma combinação harmoniosa e expressiva de sons. A música é uma ferramenta maravilhosa para a adoração. A música move o nosso corpo, a nossa alma e o nosso espírito.

Corpo – Inspira-nos a mover, a balançar, a dançar. Somos instrumentos vivos.

Alma – Ela afeta suas emoções e a sua mente. Ela inspira imagens, pensamentos e sentimentos.

Espírito – Davi tocou uma música para acalmar o espírito de Saul. O nosso espírito foi criado para responder a música.

Mas é a música por si mesma adoração? Não!

João 4:23 e 24 – Deus está à procura de adoradores! Ele está te procurando.

Quando Adoramos estamos preocupados unicamente e exclusivamente com Ele. A adoração trata-se de um sentimento de entrega e amor ao criador, que se reflete em comportamentos e gestos que demostram uma profunda admiração e temor a Deus.

A essência da adoração é quando o seu coração e alma e todo o seu ser estão ligados e adoram o Espírito de Deus.

O QUE É ADORAÇÃO?

Adoração é um ato de obediência do coração. I Samuel 15:22 – “…o obedecer é melhor que o sacrificar…”. Adoramos ao Senhor pelo que Ele é, não pelo que Ele faz.

O que Ele é? Santo, Justo, Amoroso, Soberano, Misericordioso, Digno, Lindo, etc.). Independentemente do que Deus faz, fez ou fará, nós devemos adorá-lo, pois, Ele é Deus.

Deus requer, de cada filho seu, uma adoração verdadeira, em obediência e submissão à sua vontade que é boa, perfeita e agradável.  Romanos 12:2.

Adoração é paixão, admiração e amor. É dar algo para valorizar Deus. Adoramos a Deus comunicando e demonstrando o Seu valor.

Adoração é sacrifício. Fazemos como sacrifício por alguém que é importante e valioso para nós. Romanos 5:8.

A cruz é o “anel de noivado” de Cristo comprado ao preço do próprio filho de Deus para conquistar o coração da noiva. É uma prova de amor! Se a cruz prova o quanto valemos para Deus, nossa adoração a Deus prova o quanto Ele vale para nós.

Como um verdadeiro adorador, seu coração poderá adorar ao Senhor em todo o tempo, em todos os lugares e com toda a sua vida. Se somos sacerdotes, devemos levar as pessoas do mundo a adorar a Jesus, demonstrando que Ele é digno de toda a adoração.

Tudo o que Deus quer é o seu coração. ELE QUER VOCÊ!

A adoração é uma expressão de amor íntimo. Quanto maior a intimidade em nosso relacionamento com Deus, mas apaixonada será a nossa adoração. A verdadeira adoração é sempre uma demonstração de amor por Deus.

A linguagem do amor de Deus é a obediência. Onde não há obediência, não há adoração. João 14:15, 21, 23 e 24.

A Bíblia relata a história de uma mulher que soube agradar a Deus e que mesmo sendo uma excluída da sociedade, soube adorar ao Senhor com todo seu ser.

Lucas 7: 36 a 50

Com total desprezo pela opinião dos homens, ela se aproximou de Jesus porque seu coração estava sobrecarregado com gratidão. Gratidão é um sentimento de reconhecimento. I Tessalonicenses 5:18.

Quando temos um coração grato não dependemos de circunstâncias para agradecer. O salmista disse: Que darei ao Senhor por todos os seus benefícios para comigo? (Salmo 116:12).

Se desejamos ser gratos, devemos ver, que há algo especial em tudo o que é colocado em nossas mãos. Quando há gratidão, há multiplicação e há prosperidade em todas as coisas.

Jesus quer ter comunhão conosco. Não basta convidar Jesus para sua casa ou mesmo para sua vida se não dermos a glória devida ao seu nome. Aquela mulher deu ao Senhor a glória devida.

Ela chorou sobre os pés de Jesus. Lágrimas de alegria. Pois estava aos pés de Alguém que não a rejeitou. Lágrimas de gratidão por achar alguém que a amava.

Aquela mulher se derramou na presença de Deus. Ela entregou a Deus uma adoração espontânea, uma adoração verdadeira. Ela aproveitou o momento com Deus para servi-lo de todo seu coração.

Ela derramou sobre Ele o que tinha de mais precioso que era um perfume caríssimo. Sua oferta foi preciosa para Deus e agradável a Ele. Ela não se atentou quanto valeria, mas ofereceu a Deus o que tinha de melhor. Ela derrama a Ele a fragrância do louvor a Deus num verdadeiro sacrifício de adoração.

CONCLUSÃO

Podemos concluir que nossa adoração deve ser genuína, original, verdadeira. Devemos dar a Ele a melhor fragrância, o melhor perfume. II Samuel 24:24.

Quando adoramos verdadeiramente fazemos aquilo pela qual fomos criados. Todo ser que respira deve louvar e adorar ao Senhor.

A verdadeira adoração custa caro, muitas vezes o preço da abnegação e da cruz. O preço do compromisso de agradar a Deus. A verdadeira adoração não está sujeita ao que gostamos, mas ao agrade ao Senhor.

São esses que Deus procura, os verdadeiros adoradores que o adorem em Espírito e em verdade. Devemos adorar a Deus com todo nosso ser, sabendo que a fragrância é nossa adoração, mas que Jesus é a verdadeira essência. Que possamos exalar aos outros o bom perfume de Cristo e encher as casas com o perfume precioso cuja a essência é JESUS. Romanos 12: 1 e 2.

Para refletir:

  • O que você tem dado ao Senhor para expressar a sua gratidão por tudo que você tem recebido Dele?
  • Você tem adorado a Deus independente das circunstâncias que esteja vivendo? Adorado pelo que Ele é?
  • Você tem entregado ao Senhor o seu melhor como oferta de Adoração?

Palavra ministrada pelo Pr. Rodrigo Winter em 21/05/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: