Publicado por: ministriodeusfiel | 30/06/2017

Jantar de Casais 2017

Dia 24/06 realizamos o Jantar de Casais 2017 Cristo Salva Ministério Deus é Fiel. Uma noite especial, abençoada, romântica e inesquecível.

“Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu…” Cantares 6:3

Segue algumas fotos…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado por: ministriodeusfiel | 26/06/2017

Adorando ao Rei – “Jesus, o Rei da Glória”

Você foi chamado para ser sacerdote do Deus altíssimo e ter livre acesso ao trono da Graça. I Pedro 2:9.

Como sacerdotes nós temos um papel a desempenhar no reino de Deus. Onde que quer que você vá, onde quer que você esteja, você é um ponto de encontro. Você se torna um tabernáculo onde vidas encontrarão o Senhor Jesus.

Existe apenas um caminho, existe apenas uma porta que nos leva a Deus e esse caminho, essa porta é Jesus Cristo. Quando passamos pela porta que é Jesus, saímos do mundo e entramos em uma nova vida com Ele. João 14:6.

Jesus foi o sacrifício vivo naquela cruz. Hoje nós adoramos a Jesus pelo sacrifício que não foi em vão. Foi na cruz que Ele tomou sobre a si as nossas dores (Isaías 53). A cruz foi o preço pago por amor a mim e a você.

A nossa adoração se comunica com o mundo. A nossa adoração mostra ao mundo o quão valioso é o nosso Deus. A nossa adoração demonstra que temos um Salvador digno de amor, que se vale a pena viver por Ele, e (se necessário) morrer por Ele.
A nossa adoração pode salvar vidas.

Mateus 27:51. O véu foi rasgado! Não há mais barreira, não há mais separação entre você e Deus. Jesus preparou o caminho para entrarmos na sala do trono do Pai. Jesus venceu a morte!

Cristo morreu por cada um de nós e morreu por cada vida aí fora, nesse mundo. Se Ele tivesse permanecido morto, não havia mais nada. Não haveria esperança. Tudo estaria desfeito.

Cristo morreu e Cristo ressuscitou dentre os mortos.

I Coríntios 15:3 e 4. João 11:25.
Salmo 24:7 ao 10.

Jesus entrou pelas portas do céu. Este Jesus, a quem crucificaram, Deus O fez Cristo e Senhor de tudo.

Jesus Cristo é Senhor da tua vida porque Deus Lhe deu um nome que está sobre todo o nome para que ao nome de Jesus Cristo todo o joelho se dobre, e toda a língua confesse que Ele é Senhor.
Filipenses 2:10 e 11.

Jesus é o Rei da Glória. O Cordeiro de Deus. Ele é o Leão da Tribo de Judá. A raiz de Davi. O Alfa, o Ômega. O Deus forte. O Emanuel. A Estrela da manhã. O pão da vida. A Luz do mundo. O Messias. O Príncipe da Paz. O Sol da justiça. O grande eu sou. O Filho de Deus. Maravilhoso. Pai da Eternidade. Senhor do céu e da terra. Ele é o nosso Deus.

Há um Deus no céu, Digno de todo o louvor, glória e honra, e que exige isso de cada um de nós. E na Sua glória, no Seu amor, fez com que fosse possível que chegasses a Ele. Ele clama: “Todo o que tem sede, venha e beba” “Todo o que tem fome, venha e coma”.

Jesus é o rei da Glória.

A palavra glória no sentido humano, é tudo aquilo que demonstra grandeza, magnitude e poder. A glória de Deus é revelada através da sua presença, dos seus atributos, da sua criação e do seu poder.

A glória dos homens incha e deixa as pessoas orgulhosas, a glória de Deus enche e deixa as pessoas transformadas.

A glória de Jesus é de eternidade a eternidade. Não tem fim.
I Pedro 1: 24 e 25.

A glória que estava com os filhos de Israel através da nuvem no deserto, é a mesma. A glória que estava no tabernáculo através da arca da aliança, é a mesma. A glória que é manifesta através da sua vida é a mesma.

Quem é o rei da Glória? O Senhor dos exércitos é o Rei da Glória.

Jesus foi coroado Rei. O leão é admirável por sua força. O Leão é denominado como o rei da floresta. Todos os demais animais têm um respeito diferenciado para com esta espécie. A figura do Leão representa Jesus como o Rei.

Não há razão para choro diante das adversidades. Jesus, o Leão da tribo de Judá, Onipotente venceu a maior de todas as adversidades. Jesus venceu o Diabo. Ele venceu a morte e continua vencendo e oferecendo vida e identidade de cristão a todos quantos creem em seu nome.

Conclusão

Esse ‘leão da tribo de Judá’ é Jesus, venceu por mim e por você e hoje vive e reina para sempre ao lado do Pai. Ele é o Rei dos Rei. É esse Leão que anda com cada um de vocês! E não há nada mais forte e poderoso do que Ele.

É o Leão forte, indomável e invencível, o Leão da tribo de Judá!
Mateus 1:23.

Este é o Leão que está conosco, Emanuel! Deus conosco. E este é o Leão que me guia pelo vale da sombra e da morte, que me sustenta, que me dá a oportunidade de aprender dele, que me diz para guardar suas palavras, que enxuga minhas lagrimas, que me fortalece, que me levanta quando eu caio, que me prepara para as tempestades, que me dá cobertura, que me abraça e protege.

Este é o Leão que SEM-PRE VAI CO-MI-GO!

Jesus morreu como cordeiro ressuscitou como Leão, era um simples carpinteiro sendo autor da criação, Ele agora é o Rei do universo e tem fogo em suas mãos, o seu nome é Soberano sobre terra, céu e mar, Ele tem autoridade entra em qualquer lugar, os seus inimigos param para ouvir o que Ele quer falar. A Ele seja a glória! Aleluia! Amém!

Para refletir:

  • Você tem preparado um trono de glória para O Rei em seu coração?
  • Você tem sido grato em adoração ao Rei da Glória?
  • Você tem entregue as suas batalhas e fraquezas ao Leão da tribo de Judá?

Palavra ministrada pelo Pr. Rodrigo Winter em 25/06/2017.

Publicado por: ministriodeusfiel | 19/06/2017

Adorando ao Rei – “O Santo dos Santos”

Ao explorar a Arca da Aliança e o Santo dos Santos, vamos descobrir como podemos adorar e viver de uma maneira que reflita e entroniza o poder, o mistério e a pessoa do nosso Deus maravilhoso.

INTRODUÇÃO

Há uma diferença entre a onipresença de Deus e a sua presença manifesta. Salmos 139:7 e 8.

Essa é a onipresença de Deus. Ele pode estar em toda parte ao mesmo tempo, e não há nenhum lugar que possamos ir que Ele não possa nos encontrar. Ele está mesmo disposto a ir a lugares que Ele detesta só para estar conosco.

Mas a presença manifesta de Deus é diferente. Glória significa literalmente “o peso do esplendor de Deus”. I Reis 8:10 e 11.

Quando Deus descansa o seu peso sobre nós é sempre reconfortante, inspirador, íntimo e poderoso.

Cada vez que um sacerdócio e um lugar de reunião são consagrados na Bíblia, a glória de Deus cai com fogo. Precisamos preparar um lugar para a glória de Deus.

A arca da Aliança representa a Glória de Deus na terra, o trono de Deus entre o Seu povo. E em todo lugar que a Arca ia, a Glória de Deus ia. Adoração define uma arca dentro do Santo dos Santos da humanidade. Define o trono de Deus em nossos corações.

O santo dos Santos era iluminado apenas com a glória de Deus, que os sacerdotes conseguiam dificilmente ver.

ARCA DA ALIANÇA

É uma caixa retangular de madeira de acácia e coberta de ouro. A arca tinha argolas aos lados, através dos quais os sacerdotes encaixavam varais para carrega-la.

Há três razoes para carregar dessa forma a arca da aliança.

  1. A presença de Deus é apenas para ser carregada nos ombros dos sacerdotes.
  2. Temo um Deus viajante. Ele se move e Ele espera que seus sacerdotes O siga.
  3. Ninguém é autorizado a colocar as suas mãos na Arca.

Deus não mudou. É por isso que Ele reside em nós. Nós somos casas móveis de Deus. Que esse seja o desejo do seu coração: ser um lar para o Rei, aonde Ele é bem-vindo, honrado e adorado. Salmo 132:8.

Somente os sacerdotes podiam tocar e transportar a arca. Dentro da arca havia três coisas:

A VARA de Arão – representa os primeiros frutos de vida dentre os mortos, porque Jesus floresceu a partir do túmulo. Ele floresceu, brotou e poderosamente ressuscitou para a glória de Deus.

O MANÁ – representa a provisão de Deus através de Cristo, o pão da vida, que estava previsto para a salvação do mundo.

OS DEZ MANDAMENTOS – representam o caráter e as exigências da santidade de Deus. Eles nunca deixam de ser parte de quem Ele é.

Justiça, santidade e misericórdia são todos parte de quem É jesus.

Em cima da arca estava o propiciatório. Era uma tampa de ouro com uma coroa em torno da borda, representando a realeza de Cristo.

O termo “Propiciatório” vem de uma palavra hebraica que significa “cobrir, aplacar, apaziguar, limpar, cancelar ou fazer expiação.”

Uma vez por ano, no dia da expiação (Levítico 16), o sumo sacerdote ia encher o Santo dos Santos com fumaça do Altar de Incenso, fazer sacrifícios para si mesmo, para a nação, e o sacerdócio, e aspergir o sangue do sacrifício sobre o propiciatório da Arca da Aliança, para que os pecados da congregação fossem “cobertos” por mais um ano.

O VÉU

O véu serviu como uma porta divisória entre o Santo Lugar e o Santo dos Santos. Êxodo 26:31 e 33.

Havia uma razão para o tal véu. O mundo precisava saber que Deus queria estar com o Seu povo, mas até que o Salvador chegasse, haveria sempre uma barreira entre Deus e Seus filhos, até que Jesus removeu isto e fez um caminho para nós entrarmos na sala do trono do Pai.

Quando Jesus morreu, a Terra respondeu. O Sol ficou escuro e um terremoto sacudiu o chão. O véu que separou a humanidade do Santo dos Santos foi rasgado em dois. Mateus 27:51.

O véu rasgado significa ACESSO CONCEDIDO. A barreira do pecado que estava vindo entre nós foi arrancada e hoje podemos ir ao Pai. Jesus rasgou o véu da separação.

Hebreus 10:19 e 22.

Jesus é o verdadeiro sumo sacerdote do céu, e somente ele poderia ter removido esse véu de separação. Jesus morreu, Ele quebrou a porta do inferno, tomou a chave da morte, a sepultura, e a autoridade da terra do diabo pisando em sua cabeça.

Ele se sentou em Seu trono e aceitou a promoção de Seu Pai para Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Todo o tempo Jesus estava adorando! Porque Ele fez tudo para a glória do Pai e em obediência à Sua vontade.

Cada momento e cada movimento de Jesus era adoração.

Ele simplesmente não para! Mesmo quando O adoramos, Ele está direcionando a adoração ao Seu Pai.

Ele adora, serve e ministra para sempre, porque é isso que Ele é. Quando eu me torno um sacerdote e adorador, me torno um verdadeiro filho de meu Pai e um verdadeiro irmão do meu salvador.

O Santo dos Santos é a sala do trono de Deus. E a arca da Aliança é o Seu trono. Salmos 22:3.

Se queremos que a glória de Deus volte para nossos santuários, nossas casas, e nossa vida, temos que fazer um trono de honra e esplendor de peso do nosso Deus maravilhoso.
Apocalipse 1:6

Para Refletir:

  • Você tem manifestado a glória de Deus através da sua vida?
  • Você tem feito do seu coração um trono para o Rei descansar a sua glória?

Palavra ministrada pelo Pr. Rodrigo Winter em 18/06/2017

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias