Publicado por: ministriodeusfiel | 26/04/2017

Permita-se rir novamente

Filipenses 4:4-9

INTRODUÇÃO

A ideia de liberdade se iniciou com Deus quando Ele fez Adão e Eva. Deus os fez, fez a mim e a você, para ter os prazeres e as responsabilidades da liberdade. Como?

– Deus nos fez com uma mente, para que pensemos livres;
– Deus nos fez com um coração, para que amemos livremente;
– Deus nos fez com poder de decisão, para que obedeçamos livremente.

Deus nos fez para conhecê-Lo, para amá-Lo e para obedecer a Ele. O Senhor não nos fez como marionetes humanas, a fim de controlar e manipular todas as nossas atitudes. Que prazer Deus poderia obter no amor de um boneco?

Todavia, há um lado negativo nisso tudo. Somos livres para fazer escolhas erradas. Na verdade, quando continuamos a fazê-las por muito tempo, podemos acabar na prisão construída por nós mesmos. Essa prisão pode manter-nos em tamanha escravidão, que ficamos incapazes de escapar. Quando isso acontece, experimentamos o que há de pior na angústia terrena: o vício.

Por mais estranho que pareça, um vício é a consequência trágica da liberdade; liberdade fora do controle, descuidada.

É nesse ponto que Deus abunda em misericórdia. Ele não tem o prazer cruel em ver-nos contorcendo-nos, presos em uma masmorra feita por nós mesmos. Na verdade, esse é o grande motivo por que Ele enviou Seu Filho a terra. O Senhor O enviou em uma missão de misericórdia para libertar os cativos – Lucas 4:16-21.

  1. O VÍCIO MAIS UNIVERSAL DE TODOS

Há um vício que supera todos os outros: a preocupação. Viciados em ansiedade existem aos montes! O problema com a preocupação é que ela não parece nem um pouco prejudicial. De tudo aquilo que rouba nossa alegria e que é capaz de afligir nossa vida, nada é mais perturbador do que a preocupação.

A palavra preocupação significa sufocar, asfixiar – Marcos 4:14-19. A preocupação elimina nossa motivação e alegria. Apesar de todas essas consequências, há mais pessoas viciadas em preocupação do que todas as que têm outros vícios juntas. Você é uma delas?

Você terá de resolver seu vício em preocupação, a fim de estar livre o suficiente para voltar a rir.

2. ENTENDENDO A TERAPIA DE DEUS

Você sabia que Deus tem uma solução definitiva para a preocupação? Se você seguir o procedimento explicitado por Deus, ficará livre para rir novamente – Filipenses 4:4-7.

PREOCUPE-SE COM NADA, ORE SOBRE TUDO.

O que caracteriza uma preocupação? Qualquer coisa que drene seu reservatório de alegria. Algo que deixa você acordado quando deveria estar dormindo. Tudo isso agora tem de ser transferido da sua lista de preocupações para a sua lista de oração. Entregue cada preocupação – uma a uma – a Deus.

Agora começará a sobrar tempo no seu dia porque você costumava gastar esse tempo se preocupando. Como empregar o tempo que você costumava gastar preocupando-se?

2.1 Regozijar – v.4

Regozijar é, claramente, uma ordem das Escrituras. Ignorá-la é desobediência. Encontre o lado bom da vida. Encontre alguns conhecidos que o ajudem a rir mais. Divirtam-se juntos. Compartilhem histórias engraçadas entre si.

2.2 Relaxar – v.5

A palavra equidade tem a ideia de um estilo de vida relaxado, tranquilo. Lembre-se: grande parte daquilo com que ficamos nervosos e agitados acaba nunca acontecendo.

2.3 Descansar – v.6, 7

Quando descansamos em relação à nossa situação, quando transferimos nossos problemas a Deus, a paz é encarregada, como uma sentinela silenciosa, de guardar a nossa mente e dos nossos sentimentos, acalmando-nos.

3. TRÊS EXERCÍCIOS SIMPLES QUE AJUDARÃO VOCÊ A PERMANECER LIVRE DA PREOCUPAÇÃO

3.1 Nutra sua mente com pensamentos positivos – v. 8

Deixar, deliberadamente, que sua mente se delongue em pensamentos positivos, a pressão que sentimos começa a desaparecer, e a paz que faltava começa a surgir.

3.2 Concentre sua atenção em exemplos encorajadores – v. 9ª

No caso dos filipenses, Paulo era o modelo deles. No meu caso e no seu, é útil concentrar nossa atenção em alguém que conhecemos e/ou admiramos. Essa vida, esse modelo encorajador, nos dará um impulso, uma carga rápida quando nossa bateria começar a acabar.

3.3 Encontre o Deus da paz em todas as circunstâncias – v. 9b

Quanto mais você pratica a entrega dos seus fardos mentais ao Senhor, mais emocionante é ver como Deus lida com as coisas a respeito das quais você nada pode fazer.

CONCLUSÃO

A preocupação nos força a concentrarmo-nos nas coisas erradas. Em lugar de olharmos para as bênçãos manifestas que Deus concede hoje preocupamo-nos com os acontecimentos desconhecidos de amanhã. Invariavelmente, quando nos concentramos nas coisas erradas, deixamos passar o principal da vida.

Ao direcionarmos nossa atenção para as coisas erradas, a preocupação nos leva a viver pelos motivos errados, e Deus se ofende. O Senhor dá aos Seus amados até durante o sono – Salmo 127:2. Enquanto nos regozijamos, relaxamos e descansamos, Ele alivia, renova e restaura.

Para Refletir

  • Como você tem usado sua liberdade? Você tem se preocupado com nada e orado por tudo?
  • Que pensamentos você tem deixado ficar em sua mente? Que exemplos encorajadores você tem tido? Tem encontrado o Deus da paz?

Palavra ministrada pelo Pr. Mario Pacheco Neto em 16/04/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: