Publicado por: ministriodeusfiel | 26/04/2017

Há esperança para os vencedores

Filipenses 3:1-11

INTRODUÇÃO

Muitos pensam que é possível ter qualquer coisa que quiser se trabalhar duro. Acredite, não se alcança um coração feliz com trabalho duro e longas horas de labuta. Se fosse assim, as pessoas mais felizes do mundo seriam as workaholics.

O problema é que as conquistas humanas resultam em recompensas terrenas, as quais buscam cada vez mais conquistas, que levam a recompensas ainda maiores. “E que mal há nisso?”. Nada disso proporciona plena satisfação, paz interior, verdadeira alegria ou felicidade duradoura.

  1. A MAIOR TENTAÇÃO ENTRE OS GRANDES VENCEDORES

A maior tentação é a de acreditar que honras terrenas automaticamente resultam em recompensas celestiais. Por que isso é perigoso? O orgulho. Trabalhamos para provarmos que somos dignos e que merecemos as maiores honras. Há uma mensagem oculta por trás disso: “Posso auto justificar-me, por meus próprios esforços, talentos e energia. Realmente não preciso da justiça divina”.

O orgulho não apenas se expressa por meio do trabalho duro e bem-sucedido, mas também evita que peçamos ajuda. Adoramos transmitir a impressão de que, não importa o que aconteça, daremos conta; não precisamos de ajuda! O orgulho nos faz esconder nossa estupidez, em vez de admiti-la. Quando o orgulho comanda a diversão vai embora.

2. O TESTEMUNHO HONESTO DE UM FARISEU VENCEDOR – v. 1-9

v.1 – Paulo estava prestes a começar a falar de seu passado – os intensos anos de sua vida em que trabalhou duro para impressionar Deus. Todavia, antes de fazê-lo, ele se certificou de que os filipenses deveriam ouvir mais um a vez sobre a importância de serem pessoas de alegria abundante.

2.1 UM ALERTA A SEUS AMIGOS ÍNTIMOS 2, 3

Ninguém rouba as pessoas de sua alegria com mais rapidez que os pobres legalistas. A principal preocupação de Paulo era que seus amigos filipenses continuassem a aproveitar a liberdade em Cristo e não permitissem que nada e ninguém lhes tirassem o que tinham de melhor.

Quando ele os chama de cães, não quer dizer bichinhos de estimação que se põem no colo, ao contrário, os cães naqueles dias eram sujos, que andavam em matilhas e representavam uma ameaça a quem quer que atravessasse o seu caminho. É como se Paulo desse a seguinte advertência: “Atenção, tomem cuidado! Essa gente atacará vocês, e vocês perderão a alegria”.

O apóstolo também fala dos maus obreiros, pois esses legalistas ensinavam às pessoas que a salvação se dava  pelo cumprimento da Lei (o que é impossível). Pessoas que pregam isso existem até hoje. Sua mensagem é cheia de exortações para que se faça mais, trabalhe-se duro, testemunhe-se mais e ore-se com mais intensidade, pois nunca é o bastante. Tais indivíduos tiram de voe o pouco de alegria que você consegue ter, você fica em um estado permanente de vergonha e obrigação.

Ao recomendar aos cristãos: guardai-vos da circuncisão, Paulo chamou tal prática de falsa circuncisão, uma vez que os judaizantes acreditavam na mutilação para a salvação.

Qual o resultado de tudo isso? Confiança na carne! Você trabalha duro e então recebe o que merece e tem todas as razões para se sentir orgulhoso disso. Repito: isso é heresia!

O dom que nos faz voltar a sorrir – o divino dom da vida eterna com o Altíssimo – baseia-se no que Ele fez por nós, e não o oposto. Não devemos colocar a nossa confiança na carne. Aqueles que o fazem não conhecem a graça divina.

2.2 UMA REVELAÇÃO SOBRE O PASSADO SOBERBO DE PAULO – 4-6

A biografia do apóstolo pode não impressionar você hoje, especialmente se você não for judeu, contudo não diminua a importância dele. Paulo tinha um histórico maravilhoso, era um judeu perfeito. Ele era a estrela da esperança para Gamaliel e o Sinédrio. Paulo mal havia iniciado seu plano de livrar o mundo dos cristãos quando, a caminho de Damasco, tudo mudou.

2.3 UMA MUDANÇA RADICAL NA VIDA DE PAULO – v. 7-9

No auge de sua fama internacional, Saulo de Tarso teve seu encontro pessoal com Jesus Cristo. Um vislumbre da verdadeira justiça celeste foi suficiente para convencê-lo de uma vez por todas de que ele havia passado a vida toda no caminho errado.

Antes, Paulo havia batido recordes ao ser avaliado pelos homens, mas agora percebeu o total fracasso que fora ao ser avaliado pelo seu Mestre e Senhor. Quando Paulo se viu revestido com a justiça de Cristo, isso mudou tudo dentro dele e sobre ele.

3. QUANTO À PAIXÃO QUE CONSUMIA O APÓSTOLO – v. 10,11

Em vez de confiar na carne, o sentimento que o consumia era o de conhecer Cristo mais a fundo, recorrer ao poder de Sua ressurreição cada vez mais, aderir aos Seus sofrimentos mais pessoalmente, e conformar-se à Sua imagem na forma mais plena. Seus sonhos de exaltar-se por seus próprios esforços foram desfeitos para sempre com a Rocha – Jesus Cristo.

CONCLUSÃO

Em primeiro lugar, passar a vida confiando nas suas próprias conquistas traz glória por ora, mais o deixa espiritualmente falido eternamente. Em segundo lugar, confiar na conquista de Cristo na cruz rende glória a Ele hoje e sempre e proporciona a você a perfeita justiça por toda a eternidade. Qual opção faz mais sentido?

Saulo não entrou para uma nova religião ou meramente mudou de igreja depois de sua experiência na estrada de Damasco, mas foi completa e radicalmente convertido.

Para refletir:

  • Trabalhar duro faz com que você mereça o favor divino? Onde entra a graça?
  • Você tem encontrado “cães”, “maus obreiros” em sua vida? Você tem tomado cuidado ou tem se deixado influenciar?
  • Na conversão surge o desejo de viver mais perto de Cristo – isso tem acontecido com você?

Palavra ministrada pelo Pr. Mario Pacheco Neto em 19/03/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: